14 dezembro 2012

Resenha: Shampoo e Máscara Schwarzkopf Gliss Hair Repair

Oie!

O Brasil é o terceiro mercado consumidor de cosméticos, se eu não me engano. E nem por isso as marcas todas chegam aqui, ou então não trazem os produtos completos de uma determinada linha. A Schwarzkopf (EITA nome impossível de se pronunciar) é uma famosa marca de cosmética capilar alemã, e possui linhas profissionais muito elogiadas. Mas o que a maioria das brasileiras não sabe é que eles possuem uma linha comercial, de supermercado, assim como a Pantene e a Garnier Fructis, por exemplo. Mas essa ainda não chegou aqui. Essa linha é a GLISS ou GLISS KUR:



Reparação sempre é a melhor opção para o meu cabelo, então quando vou experimentar alguma linha pela primeira vez, acabo optando por essa etapa. Meu cabelinho crespo, fino e poroso geralmente gosta de produtos de reparação. O shampoo é do tipo perolado e limpa sem ressecar. Não senti coceira e nem muito peso no cabelo por conta disso. O cheiro dessa linha é DELICIOSA, docinha, lembrando orquídea. É o segundo produto com Cashmere que eu compro que tem esse cheiro docinho, embora eu ache que o cheiro não venha mesmo desse ingrediente, já que cashmere ou caxemira (em português de Portugal) é apenas um fio de origem animal (protéico).




Pelo rótulo dá para identificar ingredientes de reparação, como a queratina hidrolizada e nutritivas como a manteiga de karité (Butyrospermun Parkii), óleo de rícino hidrogenado (castor oil) e hidratantes, como o pantenol. Reparem também que possui o mineral mica, para poder dar brilho, hahahahah! Confesso que o efeito dele em meu cabelo é mais de nutrição do que reparação mesmo. Sinto cabelo macio durante o uso...




Agora a fórmula da máscara. Muitos ingredientes em comum com o shampoo. Mas preciso confessar que essa máscara não deu muito certo para mim, já que o meu cabelo fica totalmente DURO, sem conseguir nem passar o dedo por dentro. Engraçado que na Europa quando comprei eu não sentia tanto esse feito, talvez porque a água seja mais calcárea e também o clima mais seco. Mas quando usei aqui achei mais difícil. Para não jogar meu dindin fora eu acabo batizando ela com algum óleo vegetal como argan e ela causa menos estragos na minha vida. Mas não compraria novamente ela não, o efeito foi parecido com a terrível máscara da Élseve Nutrição 10x, com geléia real. Eu preciso identificar qual o ingrediente que não dá certo no meu cabelo e que tem nessas máscaras, porque é um DESASTRE, fica muito duro mesmo e com muitas outras pessoas o produto é uma maravilha. Será que é alguma coisa em específico? Elas poderiam não fazer maravilhas, mas daí a esculhambar eu acho deveras estranho...




A consistência da máscara é bem durinha mesmo, parece uma manteiga,se virar o pote não cai uma gota.

Eu voltaria a comprar alguma outra opção dessa mesma sub-marca, que fosse mais adequada ao meu cabelo, mas essa daí não. Paguei cerca de 2,60 euros no shampoo e 3 euros na máscara  no supermercado Continente em Lisboa. Ah, tem o site deles de Portugal aqui, fica a dica para quem quiser saber mais sobre a linha:

http://www.gliss.schwarzkopf.pt/glisskur/pt/pt/home.html


Beijos!


Um comentário:

  1. Já usei alguns produtinhos dessa marca e gostei.
    Aproveito e te convido para visitar blog...tem post novo sobre a moda dos Spikes. Não deixe de conferir. Bjo

    Blog: http://blogmakeuptodayblog.blogspot.com.br/
    Fanpage: https://www.facebook.com/pages/Blog-Make-Up-Today/309471565832151
    Twitter: @make_uptoday
    Instagram: talitatobaruela

    ResponderExcluir